ESTUDOS SOBRE MAIO DE 1968 E A EXTREMA-ESQUERDA

10-06-2009 (6)Peter Birke, Bernd Hüttner, Gottfried Oy (Org.),  Alte Linke – Neue Linke? Die sozialen Kämpfe der 1968er Jahre in der Diskussion, Rosa-Luxemburg-Stiftung, 2009.

ver sumário:

Continue a ler

Anúncios

fonte: BP Braga

SOUS LES PAVÉS, LA PLAGE

Maio de 68 na Biblioteca

Na sua secção Destaque, a Biblioteca Pública de Braga apresenta até ao fim do mês uma pequena mostra bibliográfica relativa ao Maio de 68 em França, incluindo alguns textos inspirados pela revolta.

As obras publicadas em Portugal naquele ano e nos subsequentes, de que a seguir se apresenta a listagem, constaram todos da lista dos “Livros proibidos no regime fascista”, por isso a sua circulação foi restrita.

Já na década de 70, em ensaio de António José Saraiva, “Maio e a crise da civilização burguesa” suscitou forte polémica, bem como um outro ensaio de Maio de Sottomayor Cardia sobre o tema.

As crises estudantis que à época se viveram, sobretudo em Coimbra e Lisboa, mostraram igualmente alguns títulos que se podem observar no local.

A exposição completa-se com algumas revistas francesas e portuguesas actuais que dedicaram dossiers ao tema, bem como com as capas de 2 CDs que nos recordam as canções que então mais se ouviram.

Continue a ler

MAIO DE 1968 VISTO DE BERKELEY

fonte: UCBerkeleyNews

Sobre a exposição de fotografias de Maio 1968: “Protest in Paris 1968: Photographs by Serge Hambourg”, Berkeley Art Museum

, Anniversary of a rebellion. What veteran of ’60s protests can view Serge Hambourg’s photos and not murmur, ‘We’ll always have Paris’? , 19/3/2008.

Most Americans look back on 1968 with characteristic parochialism, as a year of largely domestic tribulations and (occasional) triumphs: the assassinations, two months apart, of RFK and MLK; the political theater and police violence surrounding the Democratic convention in Chicago; the hard-fought race for the presidency that brought Richard Nixon the prize he had so long sought. Even the year-end excursion into lunar orbit by the crew of Apollo 8, which yielded an epochal photo of our borderless One World brightening the darkest gloom of space, is viewed as a quintessentially American achievement.

Continue a ler

fonte: MRR, corrige esta nota.

ABRIL

Dia 15 (Terça) 18.30h – Comemorações dos 40 anos do Maio de 68 – Lançamento da revista «A comuna dedicada ao Maio de 68» apresentada por Mário Tomé

MAIO

Dia 6 (Terça) 18.30h – Comemorações dos 40 anos do Maio de 68 «Luta estudantil no pós 25 de Abril» por Dr. Rui Faustino

Dia 14 (Quarta) 18.30h – Comemorações dos 40 anos do Maio de 68 «Reflexão sobre o Maio de 1968» pela Dra. Eduarda Dionísio

Dia 19 (Segunda) 18.30h – Comemorações dos 40 anos do Maio de 68 – Conferência «A Crise Académica de 61/62 anuncia o Maio de 68» por Hélder Costa