F: Museu do Neo-realismo

04-12-2008-4 MÁRIO BRAGA – UM ESCRITOR NO REINO CIRCULAR
Exposição biobibliográfica

Curadoria: David Santos e António Mota Redol
15 de Novembro de 2008 a 26 de Abril de 2009

Por várias razões, o escritor Mário Braga (Coimbra, 1921) é um caso singular no universo literário neo-realista. Autor de uma obra expressa em diversos géneros, é ainda hoje sobretudo reconhecido como contista de mérito inquestionável. Na verdade, o romance, o teatro e o ensaio são esporádicos na sua obra, tendo o conto assumido maior e decisivo protagonismo no seu exercício ficcional. Ao longo do seu percurso literário foi apurando uma forma de escrever simples, directa e incisiva, que introduziu alguma novidade na tradição do conto rústico português. O ruralismo da Beira Interior converte-se rapidamente no ambiente privilegiado da 1ª fase da sua carreira, dando aos seus textos, no entanto, uma expressão de universalidade comum a outros escritores neo-realistas. Já na fase de maturidade, não só a cidade surge mais amiúde, como dedica mais atenção à designada “análise dialéctica do eu”, sem abandonar, porém, as preocupações de carácter social. A crónica e o texto político preenchem a sua última fase de produção literária, menos dedicada, por isso, à prática da ficção.

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s