Viagem à revolução em Famalicão

exposicao-somos-filhos-da-madrugada-4.jpg

Exposição documental sobre o 25 de Abril patente na Câmara Municipal até 31 de Maio


Recordar as greves dos trabalhadores na Mabor e na Têxtil Manuel Gonçalves, o conturbado processo de mudança no poder autárquico e todo um conjunto de acontecimentos decorrentes da revolução de 25 de Abril de 1974, designadamente as primeiras eleições livres para a Assembleia da República, é o propósito da exposição “Somos Filhos da Madrugada”, baseada em mais de uma centena de documentos, que está patente nos Paços do Concelho de Vila Nova de Famalicão, até 31 de Maio.

 

Dez painéis compostos por diversos documentos, fotografias e recortes de imprensa que retratam os principais momentos vividos antes, durante e depois da Revolução de 25 de Abril de 1974, no concelho de Vila Nova de Famalicão, estão expostos, no átrio do edifício dos Paços do Concelho, numa organização do pelouro da Cultura da Câmara Municipal, que reuniu toda a documentação. A mostra pode ser visitada de segunda a quinta-feira das 09h00 às 18h00 e à sexta-feira entre as 9h00 e as 12h00.

 

“Com a exposição documental “Somos Filhos da Madrugada” pretendemos preservar e evocar a memória do “25 de Abril” e do período agitado do PREC [Processo Revoluconário Em Curso] no concelho de Vila Nova de Famalicão. Trata-se, por isso, de uma exposição com um grande sentido cívico e pedagógico”, explica o presidente da Câmara Municipal de Famalicão, Armindo Costa.


Comunicados ao povo, listas de candidatos às primeiras eleições livres, dezenas de fotografias e inúmeros recortes de jornais da época como “Estrela da Manhã”, “Notícias de Famalicão”, “Jornal de Famalicão”, entre muitos outros, são apenas alguns dos documentos patentes na exposição, que constitui uma autência viagem à grande revolução política dos anos setenta, que mudou a face do país e, por consequência, do concelho de Vila Nova de Famalicão.

FICHA TÉCNICA
Exposição Documental
“SOMOS FILHOS DA MADRUGADA”
Local: Átrio dos Paços do Concelho
Data: Patente até 31 de Maio
Horário: De segunda a quinta-feira das 09h00 às 18h00 e à sexta-feira, das 9h00 às 12h00
Entrada Livre

Advertisements

Um pensamento sobre “

  1. Manuela Granja

    Os textos desta exposição são de autoria de Artur Sá da Costa, conforme é mencionado no guião da exposição.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s