https://i2.wp.com/photos1.blogger.com/blogger/6640/1109/640/Arlindo%20Vicente%20-%2025%20anos.jpg

Decorreram nos meses de Março a Maio as comemorações do Centenário de Arlindo Vicente (1906-2006). Organização: Comissão Promotora das Comemorações do Centenário do Nascimento de Arlindo Vicente.

Programa:

Março

Dia 5
15:00 – Descerramento da Placa Identificativa da Rua Arlindo Vicente, no Largo do Troviscal, com a presença da Banda da UFT.
16:00 – Sessão de Abertura das Comemorações na Escola de Artes da Bairrada, onde se fará a apresentação do programa das Comemorações, com a intervenção do Prof. Doutor Amadeu Carvalho Homem e um breve apontamento musical com Jorge Ly (piano) e Joaquina Ly (canto).


Abril

De 3 a 31 de Maio – Exposição "Arlindo Vicente 1906-2006" da responsabilidade do Museu S. Pedro da Palhaça, na Sala de Exposições da Biblioteca Municipal de Oliveira do Bairro.

Exposição_Arlindo_Vicente

Dia 25
Sessão Evocativa e Exposição "Arlindo Vicente – O Cidadão e o Político" no Salão Nobre da Câmara Municipal de Oliveira do Bairro

*

No Guia da Exposição, publicam-se as Conclusões da Carta ao Juiz Corregedor ( Autos de Segurança, processo nº 16.068/62, do 1º Juízo Criminal de Lisboa, fls. 182 e 183):

 

1.°) – Nasci filho legítimo de uma família da média burguesia e fui educado, com meus irmãos na honra, na generosidade, no respeito pelos direitos e dignidade do próximo e na ajuda e socorro dos mais humildes.

 


2.°) – Meus Pais eram católicos e liberais – no perfeito sentido da palavra – e assim nos educaram.

 


3.°) – Meus Pais eram democráticos e nunca compraram para um filho um objecto que o não comprassem, também para os outros.

 


4.°) – Fui educado no respeito da verdade e da minha própria pessoa e dignidade.

 


5.°) – Procurei sempre ser justo e generoso.

 


6.°) – Casei-me por amor na igreja de Sangalhos e assim nas tradições de meus Pais e de minha Mulher, eduquei os meus três filhos também.

 


7.°) – Meus filhos têm cursos superiores, assim como minha Mulher.

 


8.°) – Dei a meus filhos o meu exemplo cívico e educação religiosa e não me poupei a sacrifícios, apesar das minhas dificuldades pois eles cursaram colégios qualificados e até minha Filha foi aluna do colégio de freiras da Av. Manuel da Maia.

 


9.°) – Tenho três netos, orientados como eu e os meus filhos o foram exactamente, para que possam ser livres e conscientes.

 


10.°) – Obtive pelo meu trabalho alguns bens que juntei aos que herdei de meus Pais e de meus Sogros, para suprir a eventual miséria da falta de saúde. Porém

 


11.°) – Porque fui candidato à Presidência da República, sou vítima de um insidioso, falso e malévolo processo, onde somente ressalta o desejo da minha aniquilação.

 


12.°) – Tal processo não é o meu retrato, mas o retrato da Pide.

 


13.°) – Esta pretende aniquilar-me, só porque participei numas eleições e assim quer aniquilar qualquer oposição.

 


14.°) – Com o seu processo contra o signatário mostram o seu inteiro desrespeito pela Lei e pela Justiça.

 


15.°) – Tais factos e a circunstância de termos chegado no nosso País ao extremo limite de ver destruídos todos os direitos cívicos fundamentais e até na profissão do signatário serem, como a Polícia pretende, coarctados os direitos de livre exercício, impuseram a actuação do homem e do advogado nessas eleições.

 


16.°) – As alegações que pretendem a minha prisão mostram claramente o arbítrio de que são passivos todos aqueles que não aceitam o partido único, como solução nacional imposta.

 


Por tudo, eu,

 


17.°) – Como um desses homens, mas criado e educado na fé da Lei e da Justiça, da pureza e da independência delas, até ao fim dos séculos,

 


Espero a minha liberdade

 


Cadeia de Caxias, Reduto Morte, um de Fevereiro de 1962 (dois).

 


O presidiário as. Arlindo Augusto Pires Vicente.

Anúncios

2 pensamentos sobre “

  1. Parabéns por este novo projecto.
    Continuem, o mundo precisa…

  2. Miguel Dias Santos

    Importa referir que as ditas comemorações se prolongam por todo o ano de 2006, incluindo exposições e publicações sobre o político e artista Arlindo Vicente. Será também publicada uma biografia de Arlindo Vicente (já no prelo) pela Imprensa da Universidade de Coimbra e CEIS/20, da autoria do autor destas linhas.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s