DEZ MELHORES LIVROS DE ENSAIO DE 2005 (NO LIVRO ABERTO / “MIL FOLHAS”)

O Suplemento do Público “Mil Folhas” publicou hoje a lista dos livros de ensaio considerados “melhores” numa votação realizada pelo Livro Aberto, o programa do Francisco José Viegas na RTPN.

Ensaio

1. Susan Neiman, “O Mal no Pensamento Moderno” (Gradiva) [135 votos]
2. George Steiner, “A Ideia de Europa” (Gradiva) [104 votos]
3. Rui Tavares, “O Pequeno Livro do Grande Terramoto” (Tinta da China) [112 votos]
4. Maria Filomena Mónica, “Bilhete de Identidade” (Alêtheia) [102 votos]
5. José Pacheco Pereira. “Álvaro Cunhal. Uma Biografia Política, vol. 3″ (Temas e Debates) [97 votos]
6. Francisco Umbral, “E Como Eram as Ligas de Madame Bovary?” (Campo das Letras) [58 votos]
7. Eduardo Lourenço, “A Morte de Colombo. Metamorfose e Fim do Ocidente como Mito” (Gradiva) [45 votos]
8. Isaiah Berlin, “Rousseau e Outros Cinco Inimigos da Liberdade” (Gradiva) [44 votos]
9. H.L. Mencken, “Os Americanos” (Antígona) [124 votos]
10. Pietro Citati, “Israel e o Islão. As Centelhas de Deus” (Cotovia) [32 votos]

Advertisements