Rodrigues da Silva – A BIOGRAFIA DE CUNHAL NO JORNAL DE LETRAS

O terceiro volume da biografia política de Alvaro Cunhal (…) confirma o valor historiográfico dos dois anteriores. Confirmando também o rigor cientifico e a independência de análise de José Pacheco Pereira. Não só. Também da sua incapacidade de gerir a carreira académica. Imagine-se só que esta obra, que ultrapassou já as duas mil páginas, não lhe serviu sequer para tese de doutoramento. Fê-1a por gosto, a revelia da Universidade, como diz. Lendo-a, apetece dizer mais: é uma obra-prima.

Rodrigues da Silva


Um pensamento sobre “Rodrigues da Silva – A BIOGRAFIA DE CUNHAL NO JORNAL DE LETRAS

  1. Será desta que irei ler o Cunhal de Pacheco Pereira ? Bom, já adquiri o 1º volume. Veremos se conseguirei progredir. O acervo de informação é impressionante, mas nem sempre a prosa é convidativa. Contudo, como dizia o outro : o estilo é o homem. Se já li «A Sombra» há uns bons anitos e com agrado, provavelmente também chegarei ao fim do Cunhal, pelo menos do 1º volume. Irrita, no entanto, saber que o PCP está sempre a encontrar provocações, deturpações insidiosas, maquinações, etc., em tudo o que sobre ele se escreve. Felizmente que já estamos longe dos tempos áureos do pesado controlo dos auto-proclamados estetas do PCP…

Os comentários estão fechados.