Passou desapercebida a morte em Paris, para onde foi fugido da PIDE em 1949 e depois ficou a viver, de Atilano dos Reis Ambrósio, mais conhecido por “Jorge Reis”. Natural de Vila Franca de Xira, militante do PCP, funcionário, com participação nas greves de 1944, exilou-se em França onde constituiu família. “Jorge Reis” foi escritor (autor de Matai-vos Uns aos Outros, 1961) e tornou-se a célebre voz das “Actualidades Francesas”, documentários que passavam no cinema antes dos filmes principais. O seu trabalho junto dos emigrantes tornou-o muito conhecido em França.

Algumas publicações de Jorge Reis:

Matai-vos uns aos outros!, pref. de Aquilino Ribeiro. Lisboa, Prelo, 1961

Aquilino em Paris, Lisboa, Vega, 1988

A memória resguardada, Paris, Lusophone, 1990

Sobre Jorge Reis:

Jorge Reis. Vida e Obra, V. F. Xira, C. M. V. F. Xira, 1995

jreis.jpg

(Agradeço a António Garcia as informações enviadas.)

Advertisements