Versão 1.0

As “Informações” dos funcionários do PCP, enviadas ao CC e circuladas entre os funcionários, são uma das fontes mais importantes sobre o quotidiano português dos anos da ditadura ainda por estudar. No seu conjunto, contém uma massa enorme de dados que a censura impedia de chegar aos jornais, incluindo elementos sobre lutas sociais, boatos, prisões, actuação da PIDE, conversas, etc. Eram parte importante do serviço de informações interno do PCP. Estas “informações”, originalmente dispersas e caóticas, conheceram uma primeira normalização desde 1953, com a estabilização de títulos definidos que permitem séries. No final dos anos cinquenta, dá-se uma segunda normalização dos títulos com a criação de séries como “Político”, “Orientação”, “Conspirativo”, “Repressão”; “Guerra colonial”, “Lutas de massas”, etc . A este título de série seguia-se um outro subtítulo detalhado. Exemplos típicos de “informações” são os seguintes:

G., Informações políticas / Reunião dos candidatos em Leiria, 17 Outubro 1961

G., Lutas / – Na Leonesa foram recolhidas assinaturas para pedir que as operárias recebessem subsídio de férias, 10 Setembro 1961

GCA, Informações / Conspirativo / O inspector da PIDE Raul Rosa Porto Duarte foi transferido,Janeiro 1963

SI., Guerra Colonial / Ouvi, ocasionalmente, duas mulheres, com familiares em Angola,27 Setembro 1961

Si., Informações Políticas / Em Castelo de Paiva (distrito de Aveiro) os serviços do Exército, 15-6-1961

GCD, Informações – Conspirativo / Consta que os rádios táxis estão ligados à judiciária, 22 Fevereiro 1963

Embora nem todas fossem datadas, com a generalização do seu uso, passaram a ter data e, nalguns casos, a ter uma sigla ou abreviatura identificando o funcionário seu autor. A lista que se segue inclui um conjunto de abreviaturas e siglas utilizadas entre 1960 e 1965, essencialmente usadas nas “informações”. Exclui outras abreviaturas, normalmente do pseudónimo, utilizadas para documentos internos sem o carácter de “informação”. Esta lista é uma primeira aproximação ao problema da decifração destes documentos, necessariamente muito incompleta, e que será actualizada e corrigida regularmente.

LISTA

AO – ?

Ax. – “Alexandre” – Carlos Lança de Morais

G – Funcionário que controla o sector intelectual do Porto (Norte) ; Fernanda de Paiva Tomás ?

GB – Funcionário que actua nas Beiras em 1963; informações sobre Aveiro, Covilhã, Tramagal, etc.

GCA – Usada em “Informações” conspirativas , em 1962-3

GCB- ?

GCC -Usada em “Informações” conspirativas, em 1963.

GD – “Guedes” – Armando Myre Dores

HB – Rogério de Carvalho

HC – Luis Madeira Rodrigues

HG – Nuno Alvares Pereira

IC – ?

ID – ?

IE – ?

IF – ?

J(b) – ?

JB – ?

JM – “Jaime”

JR – ?

L – “Leiria” – Luis Madeira Rodrigues

MA – ?

MB – ?

MC – ?

Md – “Mendes” – Rogério de Carvalho

MD – ?

MO – “Moreira” – Nuno Alvares Pereira

MR – “Moreira” – Nuno Alvares Pereira

NA – Rogério de Carvalho

NB – Ilídio Esteves

NC – ?

ND – Luis Madeira Rodrigues

NE – Nuno Alvares Pereira

NG – Gaspar Ferreira

NT – Angelo Veloso

OB – ?

OC – ?

Q – ?

R – ?

SI – Funcionário no Porto e no Norte em 1960- sector intelectual e estudantil: mulher ?

TB – Funcionário que actua no Norte em 1961; informações do sector operário, e dos pescadores do Porto.

Um – ?

Anúncios