(Aveiro, 1911- Maio 2004)

Marinheiro, 2º artilheiro da Armada, participou na revolta da ORA em 8 de Setembro de 1936, o que lhe motivou uma longa estadia de 14 anos no Campo do Tarrafal, entre 1936 e 1951. Quando regressou em 1951, foi internado na enfermaria da Cadeia Penitenciária de Lisboa. Depois do 25 de Abril foi reintegrado na Armada e, a 19 de Abril de 1999, agraciado com a comenda da Ordem da Liberdade. Militante comunista era conhecido pela sua “maneira de ser discreta e reservada”, pelo que nunca foi tão conhecido como outros tarrafalistas.

Fonte: Comunicado da Direcção da Organização Regional de Aveiro do PCP, 4/5/2004

Advertisements