Carregador e descarregador do Porto, fora deportado do Brasil em 1919. Durante a sua estadia no Brasil participara como delegado no Congresso Internacional Anarquista Sul Americano e fora membro fundador do P.C. Brasileiro, de que tinha o n.º 44. Em seguida à sua deportação esteve preso e depois de libertado ligou-se à F.M.P.. Fundador do P.C.P. no Porto fez parte dos corpos directivos do C.C. do Porto e da Comissão Municipal Comunista. Ainda em 1921 é protagonista de um grave conflito pela liderança da Associação de Classe dos carregadores e Descarregadores do Porto, defrontando uma maioria anarco-sindicalista. Em 1923 faz parte da Comissão Executiva do C.C. de Lisboa (Secção do P.C.P), organização liderada pelo grupo de Caetano de Sousa.
Desconhece-se a sua actividade posterior, embora apareça em 1929 como colaborador de O Proletário, sediado em Meknes, em Marrocos.

Anúncios